Às vésperas da Black Friday, o que ainda dá tempo de fazer para garantir vendas online

Às vésperas da Black Friday deste ano, muitos novatos do e-commerce se perguntam o que ainda é possível fazer para aproveitar a disposição dos consumidores para acelerar as vendas. A data, que vem se tornando uma das mais importantes do ano para o varejo online, será a primeira para muitas lojas virtuais - como consequência do isolamento social por conta da pandemia de coronavírus, o Brasil chegou bateu 1,3 milhão e-commerces ativos neste ano, segundo pesquisa do PayPal e da BigData Corp.

“Embora reste pouco tempo, ainda é possível traçar estratégias simples e rápidas para otimizar os negócios online”, diz Ricardo Melo, gerente de marketing da HostGator, multinacional de hospedagem de sites. Como assegurar o desempenho das lojas virtuais durante a Black Friday é um dos assuntos que parceiros e instrutores do Collabplay - plataforma de cursos online para empreendedores idealizada pela HostGator - têm destacado nas últimas semanas. Dois deles - Bruno de Oliveira, fundadoe e CEO do E-commerce na Prática, e Lincon Beraldo, da agência Zap4Business - dão três dicas sobre o que ainda é possível fazer. Confira:

Explore os produtos “encalhados” dos seus fornecedores

Um erro comum de quem é recém-chegado ao e-commerce é colocar em promoção, durante a Black Friday, produtos em lançamento - que, por terem o apelo da novidade, não demandariam um grande esforço de venda. Ao contrário disso, a data tradicionalmente é voltada à queima de itens “parados” no estoque. Para quem tem um bom relacionamento com seus fornecedores, a dica é buscar no catálogo produtos das mesmas categorias que mais vendem no site, mas que estejam saindo de linha nos fabricantes. “Negocie lotes com bom preço, de preferência em consignação, e ofereça esses produtos com um grande desconto. O objetivo, nesse caso, é ganhar com o volume de vendas”, diz Bruno de Oliveira, do canal E-commerce na Prática.

Não tem o que liquidar? Ofereça bônus para compras futuras

Se a Black Friday está batendo à porta e você não tem o que liquidar no seu e-commerce, ainda assim pode aproveitar a data para vender mais. Uma alternativa aos descontos é oferecer um bônus a quem fizer uma compra, estimulando esses clientes a adquirir algo mais. “É uma saída simples para entrar rapidamente na onda de promoções. É utilizada inclusive por grandes marcas, como a Apple”, explica Oliveira.

Amplie pontos de contato para informar clientes das ofertas

Não basta colocar produtos em promoção - as pessoas precisam saber que você está oferecendo ofertas imperdíveis. Por isso, a dica para os próximos dias é ampliar os pontos de contato com os clientes, que têm de ser avisados. Uma saída rápida, simples e barata é criar grupos de consumidores no WhatsApp. “É por lá que você pode avisá-los sobre as ofertas que estão sendo gradualmente liberadas”, diz Lincon Beraldo, da agência Zap4Business. É importante, segundo Beraldo, expor o contato da empresa via WhatsApp tanto quanto possível - seja na home do site, seja na página de check-out da compra.

Aposte em anúncios para seu público-alvo no Google Ads

Por meio do Google Ads - plataforma de publicidade do Google - é possível criar anúncios na rede de pesquisa do Google, no Google Shopping, na rede de display, no Youtube, no Gmail e em aplicativos móveis da Play Store. Como permite fazer uma variada gama de anúncios diferentes por meio de uma mesma ferramenta, tem enorme relevância no marketing digital. “Como faltam poucos dias para a Black Friday, o segredo para ser efetivo é segmentar o público que visualizará os anúncios dentro das características do seu público-alvo”, diz Melo, da HostGator. “Também vale a pena fazer um estudo profundo das palavras-chaves mais buscadas por seus potenciais clientes para investir nas que podem gerar mais retorno”. Para quem não tem familiaridade com a ferramenta, um dos cursos gratuitos do Collabplay - plataforma de educação online da HostGator - ensina o passo a passo para colocar uma campanha no ar.

Prepare a infraestrutura tecnológica para assegurar velocidade de navegação

Implementando essas estratégias, a tendência é de que o tráfego no site cresça durante a Black Friday - o que significa que a infraestrutura tecnológica precisará estar em ordem para suportar o fluxo adicional de acessos. Uma opção é ampliar a capacidade de hospedagem com um o plano mais robusto. Há opções, por exemplo, de servidores com armazenamento em SSD, tecnologia que garante maior velocidade  e capacidade no processamento dos dados do site. Muitas vezes, o certificado SSL-  que maior credibilidade à loja virtual na hora da compra - vem incluído no plano de hospedagem. “A velocidade de navegação assegura que os clientes consigam abrir as páginas dos produtos com velocidade, o que é importante em um ambiente competitivo como é o caso do e-commerce”, explica Melo.