Brasileira Zeev é pioneira no uso de plataformas low-code no país

O low-code (ou plataformas de aplicativo de pouco código), tem ganhado cada vez mais espaço entre as empresas. A tendência, que veio como um movimento tecnológico social, facilita o desenvolvimento de aplicativos por pessoas que não são da área técnica. Segundo a consultoria Gartner, até 2024 é esperado que 65% ou mais dos softwares sejam desenvolvidos a partir de plataformas low-code em todo o mundo.

Ainda de acordo com a Gartner, projeta-se que o mercado mundial de low-code movimente, sozinho, quase US $14 bilhões em 2021, um aumento de 22,6% em comparação ao ano anterior. Outro ponto de destaque, é que espera-se que as plataformas low-code continuem sendo o maior componente do mercado de tecnologia de desenvolvimento de pouco código até 2022.

Entre as vantagens de apostar nesse modelo, está o desenvolvimento acelerado. Plataformas low-code permitem que as pessoas concentrem energia na entrega de resultados ao invés de ficar escrevendo milhares de linhas de código. Aqui no Brasil, a Zeev é pioneira em plataforma low-code, fornecendo ambientes gráficos para que profissionais possam criar seus próprios aplicativos com pouca ou nenhuma programação de códigos, facilitando a rotina das empresas.

“A Zeev tem como crença que qualquer pessoa pode facilitar a sua rotina de trabalho. Por meio de nossas plataformas low-code, Zeev e Zeev docs, colocamos nas mãos das pessoas o superpoder de criar seu próprio software e aplicativos. A Zeev conecta os departamentos e faz o trabalho fluir com leveza”, explica o CEO da empresa, José Roberto de Lazari.

Um aumento da produtividade também figura entre as vantagens do low-code, pois quanto menor o tempo necessário para desenvolver os programas, menores os custos de desenvolvimento e manutenção. Ou seja, tudo leva a uma melhor experiência e satisfação.

“Temos como ponto central das nossas relações, a liberdade e a transparência. Foi isso que nos levou a desenvolver um produto que pudesse ter mais aderência e uma maior utilização dentro das empresas de maneira rápida e objetiva. Além disso, hoje, os clientes da Zeev passam por uma jornada de aprendizado e se tornam autossuficientes no uso da ferramenta. A Zeev veio para permitir que as empresas consigam dar vazão às suas demandas de transformação digital, desafogando a área de TI”, destaca José Roberto.

Um caso onde a solução da Zeev ajudou a otimizar processos e ajudou no dia a dia da empresa, foi com o Banco Bmg. Antes, os processos do banco não possuíam uma estrutura clara ou um padrão para serem executados. Dessa forma, muitas vezes as atividades ficavam perdidas dentro das áreas, sem que houvesse um responsável por executar cada uma delas. A solução para o problema e o cenário pelo qual o Banco Bmg enfrentava, foi implementar o Zeev Enterprise como ferramenta de gestão de processos de negócio.

“O Zeev Enterprise é uma ferramenta fácil de utilizar. Permite a organização orquestrar os processos de forma efetiva. Nos ajuda a pensar em melhorias de forma clara. Temos o PDCA contínuo e, realmente, envolvemos todas as áreas. Além disso, o investimento que fizemos em comparação ao retorno que tivemos é impressionante. Utilizar uma ferramenta que não precisa de conhecimento de TI nos trouxe mais velocidade e muito mais retorno, destaca Renata Cavalcante de Sequeira, Head de Projetos e Processos do Banco BMG.

Atualmente a Zeev conta com cerca de 250 clientes, incluindo grandes e médias organizações, em diversos países, como Brasil, Argentina, México, Colômbia, Peru e Bahamas. Para a empresa, o primeiro semestre de 2021 foi bastante positivo com um aumento no faturamento 29% maior do que o mesmo período do ano passado, além de um crescimento de 20% no quadro de funcionários de janeiro a junho deste ano.