Intitulada de Spark, a solução auxilia empresas a se destacarem na busca de talentos qualificados; empresas como Ambev, Natura, Stefanini e Grupo Boticário já utilizam

Mesmo com o desemprego em alta no Brasil, muitas empresas ainda continuam enfrentando desafios na hora de contratar. Segundo a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal), o terceiro principal motivo do problema para contratações é a dificuldade da área de recursos humanos em encontrar o talento certo e o perfil desejado (35%). Para ajudar as empresas a se destacarem no momento de contratar talentos, a Matchbox, HRtech especializada em soluções de talent acquisition, aposta em uma plataforma inovadora: o Spark, que nasce para ser o RD Station do RH e melhorar o relacionamento entre marcas empregadoras e talentos.

Com a novidade, a startup oferece para os seus clientes uma melhora da jornada do talento, nutrindo relacionamento mesmo antes de abrir  uma vaga específica. “Nós comparamos o Spark ao RD Station porque acreditamos que várias soluções utilizadas no marketing digital para atrair e converter clientes podem ser utilizadas no RH para atrair e se relacionar com talentos. Com o Spark, a empresa consegue captar leads de eventos, planilhas de excel e até do Linkedin. No software, o RH pode segmentar essa base e criar jornadas personalizadas para os talentos”, explica o CEO da Matchbox, Kleber Piedade.

Fora do Brasil, plataformas focadas em criar uma melhor jornada para os talentos são tendência. Porém, por aqui, o Spark é pioneiro e quer incentivar uma mudança de mindset. “O talento hoje demanda uma experiência mais fluida e mais empática, que deveria começar bem antes do recrutador divulgar a sua vaga. Com o Spark, a empresa passa a se relacionar com esse talento mais cedo, de forma personalizada, criando uma conexão forte e aumentando a predisposição desse talento em participar de um processo seletivo”,  complementa Kleber.

A solução já faz sucesso entre grandes empresas. São mais de 20 clientes, entre eles, Ambev, Natura, Grupo Boticário e Stefanini. Além de todas as facilidades, a plataforma ainda proporciona a diversidade nas empresas, pelo menos é o que constata o VP de RH da Stefanini, Rodrigo Pádua. “O Spark vem para complementar o trabalho que fazemos no RH, já que nos ajuda a conectar nossas ações de marca empregadora com os desafios de seleção. Usando a ferramenta, conseguimos também mapear e incentivar a diversidade nos nossos processos seletivos”, diz.

Até o final de 2022, a Matchbox pretende atingir mais de 130 empresas utilizando o Spark, sobretudo empresas que precisam contratar perfis de diversidade e talentos para a área de tecnologia.